Quem está Online

Temos 18 visitantes em linha

UNIÃO DE FREGUESIAS - NUNES / OUSILHÃO

OUSILHÃO

1-fum-CARLOS-2009

Depois de contactar com o património cultural, histórico e natural da freguesia prove os pratos típicos de Ousilhão, o Fumeiro, as Cascas, o Cozido à Portuguesa e o Leitão Assado no forno. Come-se ainda o Folar da Páscoa, deixando-se aqui a receita do mesmo, do Leitão e do Cozido à Portuguesa.

 

Leitão à Transmontana 

Ingredientes:

Para 10 pessoas, 1 leitão com 1 mês de idade, sal 

Para o recheio:  

500 g de batatas, 3 dl de azeite, 75 g de azeitonas, 2 folhas de louro, as miudezas do leitão, banha  

Preparação: 

Limpe o leitão e tempere-o com sal, apenas duas horas antes de o assar.

Prepare o recheio com batatas cortadas aos quadradinhos e sal, os quais vão ao lume numa frigideira. Parta as miudezas do leitão em quadradinhos e frite-as também em azeite, para as misturar depois com as batatas. Juntam-se a estes azeitonas sem caroços e folhas de louro partidas em bocados.

Encha a barriga do leitão com este recheio e coza-a com agulha e linha.

Limpe o sal do leitão e coloque-o sobre a grelha, sob a qual se coloca um tabuleiro. Pique todo o leitão com um garfo e leve-o, então ao forno até começar a alourar, altura em que se retira do forno para o constipar. Unte-o de seguida com um pouco de banha e meta-o de novo no forno, repetindo esta operação quantas vezes quantas as necessárias até que o leitão fique com uma crosta dourada e brilhante, usualmente três vezes.

Quando estiver pronto, é servido acompanhado pelo recheio. 

 

Folar

Ingredientes: 

1 kg de farinha, 12 ovos mais uma gema, 350 g de gordura (150 g de manteiga, 150 g de banha, 50 g de azeite), 30 g de fermento de padeiro, 1 salpicão pequeno, 200 g de presunto, 1 chouriço de carne (linguiça), salsa  

Preparação: 

Peneire a farinha para dentro de um alguidar com um pouco de sal fino e faça uma cova para onde deverá verter 0,5 dl de água tépida, onde diluiu o fermento de padeiro. Envolva aos poucos a farinha, sempre a partir do centro, onde deverá abrir os ovos, um a um, depois de os ter colocado com casca, durante alguns minutos, numa tigela com água morna, mas não quente.

Derreta as gorduras todas em lume brando, juntando-se à massa, em seguida. Trabalhe a mesma, adicionando a água necessária para obter uma massa fina.

Continue a bater com as duas mãos até se desprender do alguidar, estando a mesma pronta quando a massa formar bolhas à superfície. Tape-a com um pano após polvilhar a superfície com farinha e envolva o alguidar num cobertor para que a massa levede cerca de duas horas. O local onde se coloca o alguidar deverá ser tépido e, ao mesmo tempo, deverá receber uma certa quantidade de calor, ainda que de forma indirecta.

Após a massa lêveda ter o dobro do volume e aparentar ter um aspecto rendado, unte, com banha, um tabuleiro rectangular com bordos que não devem exceder 8 cm de altura e corte o chouriço e o salpicão às rodelas, tal como o presunto às tiras.

Divida a massa em três partes, por forma a uma delas ser um pouco maior, e estenda esta última parte no fundo do tabuleiro, cobrindo também as bordas. Disponha metade das carnes e da salsa, cubra com uma das partes da massa e deite-lhe as carnes sobejantes. Tape tudo com a massa que sobrou e una os bordos a esta camada final, deixando a massa levedar de novo até aparecerem bolhas à superfície.

Pincele, então, o folar com uma gema de ovo e leve a cozer em forno bem quente, durante cerca de 45 minutos.

 

Cozido à Portuguesa

Ingredientes: Para 8 pessoas 

1 frango ou meia galinha, 1 salpicão, 1 chouriça de carne, 1 chouriço de sangue, 400 g de costelas (entrecosto), 4 a 5 ossos de suã (espinhaço), 1 orelheira e beiça (focinho), 1 couve lombarda, 1 couve portuguesa, 5 cenouras, 3 nabos, 5 a 6 batatas, 8 rabas (facultativo)  

Para o arroz: 

750 g de arroz, 1 cebola, 2 dentes de alho, 3 colheres de sopa de azeite, sal, pimenta  

Preparação: 

Espete uns palitos de madeira nos chouriços, quer de sangue, quer de carne, e coza-os em água simples, enquanto coze, noutra panela, os ossos de suã, depois de lavados, e aos quais se juntam, quando estes estiverem um pouco cozidos, o entrecosto, o frango ou galinha, a orelheira, a beiça e o salpicão. Vá retirando-as da água, à medida que cozem, e introduza os legumes arranjados e descascados para que cozam.

Prepare, entretanto o arroz, para o qual se pica uma cebola e se aloura, ligeiramente, no azeite com os alhos esborrachados, os quais se devem retirar mal comecem a alourar. Acrescente o arroz no refogado, depois de lavado e escorrido, e deixe fritar sem corar até absorver a gordura. Tempere com sal e pimenta, regue com o caldo onde cozeram as carnes e os legumes, caldo que deverá ter o dobro do volume do arroz. Depois de levantar fervura, meta-o no forno até que fique bem seco.

Sirva numa travessa as carnes cortadas e aquecidas no caldo, juntamente com os legumes, devendo apresentar-se o arroz à parte. 

Para acompanhar estas iguarias sem par beba um vinho maduro de subsistência produzido na freguesia. 

Os doces ou sobremesas da freguesia são o Pão-de-Ló e o Folar Doce, dos quais deixamos aqui as receitas.

 

Pão-de-Ló

Ingredientes: 

18 gemas, 4 claras, 250 g de açúcar, 60 g de farinha de trigo  

Preparação: 

Bata muito bem os ovos com o açúcar durante trinta minutos.

Junte a farinha e leve a cozer durante 30 minutos numa forma untada e forrada com papel grosso ou papel vegetal. 

 

Folar Doce 

Ingredientes:  

500 g de farinha, 35 g de fermento de padeiro, 0,5 dl de leite morno, 1 pitada de sal, 100 g de açúcar, 75 g de margarina, 3 ovos, raspa de uma laranja, 1 colher de café de canela em pó, 1/2 cálice de brandy, 4 ovos cozidos em água com cascas de cebola 

Preparação: 

Coloque a farinha sobre uma mesa e abra uma cova no meio.

Junte o fermento juntamente com metade do leite quente, no qual o dissolve. Acrescente um pouco de farinha, faça uma bola, dê-lhe um golpe em cruz e deixe levedar.

De seguida, junte ao fermento o açúcar, a canela, o sal e a margarina, sempre ao centro, e amasse. Acrescente dois ovos crus, o resto do leite, a raspa de laranja e o brandy, amassando tudo muito bem, com toda a farinha que estava em cima da mesa.

Bata bem a massa, sendo necessário que a corte para que obtenha uma massa fofa e elástica. Vá polvilhando a massa com farinha, sempre que necessário, enquanto a bate, e até que a mesma se descole facilmente da mesa, formando uma bola.

Coloque a bola numa taça polvilhada com farinha, devendo tapá-la, de seguida, com um pano aquecido, para que a massa levede durante umas horas. O ambiente da divisão onde a massa fica a levedar deverá ser aquecido. A massa está pronta quando atinge o dobro do seu volume inicial.

Ponha a massa na mesa, guardando uma pequena porção da mesma à parte. Faça uma espécie de bola achatada com a maior parte e coloque-a num tabuleiro untado e polvilhado. Ponha sobre o centro da massa os ovos cozidos, ponha-lhes por cima umas tiras de massa de modo a formar uma cruz e deixe levedar de novo. Estas tiras fazem-se com a massa que reservou.

Por fim, pincele-o levemente com ovo batido e leve a cozer em forno médio, durante cerca de trinta minutos, tendo o cuidado de o ir vigiando para que não queime.

(Textos fornecidos pela Junta de Freguesia de Ousilhão)

3-fum-ANSELMO-2009


 

NUNES - ROMARIZ

1NunesFeiraCastanha2009

O viajante não poderá partir sem antes provar uma das especialidades gastronómicas desta bonita terra. Destacam-se as couves e fígado guisado, cascas, fumeiro, folar da Páscoa, trutas do rio Tuela, talassas, canelões, tartes de maçã e cereja.

Cascas

Ingredientes:

500 gr de cascas, 3 ou 4 batatas, 1 cebola, Azeite q.b., Pé de porco, Orelha de porco, Presunto, Linguiça, Chouriço de ossos (botelo)

Preparação:

Colocam-se duas panelas ao lume com bastante água, a ferver. Numa delas introduzem-se as carnes, na outra, colocam-se as cascas previamente amolecidas em água morna (durante cerca de meia hora). Passados 40 a 45 minutos acrescenta-se água fria sobre as cascas para estas mergulharem até ao fundo da panela. Deixa-se ferver novamente, verificando depois se as cascas já estão cozidas. Nesta altura, juntam-se as batatas já descascadas e partidas em quartos e a cebola. Tempera-se com sal e azeite, deixando completar a fervura. Depois de cozidas retiram-se as cascas para uma travessa, enfeita-se com as carnes e está pronto a servir.

A água de cozer as cascas pode servir para fazer uma sopa com batatas e pão, pelo que não deve ser desperdiçada.

 

Folar da Páscoa

Ingredientes:

Farinha, Banha, Manteiga pura, Salpicão, Chouriça de carne, Presunto, Ovos

Preparação:

Na água que irá servir para amassar os ingredientes, coze-se a chouriça, o salpicão e o presunto. Junta-se, de seguida, a farinha, o azeite, a manteiga e ovos (12 por cada kg). Deixa-se levedar e a massa daí resultante vai a cozer, em formas, no forno de lenha.

A tradição vinícola de Nunes traduz-se na produção de licores de figo, cereja, noz e ameixa; aguardente; jeropiga; vinho e ginjinha.

(Texto fornecidos pela Junta de Freguesia de Nunes)

2-fum-ANSELMO-2009

NunesBrasao

ousilhao

OUSILHÃO - N.º de Habitantes: 194
Área:  1486 ha
Distância a Vinhais: 12 km
NUNES/ROMARIZ
 

Ousilhão-Nunes-Romariz

As Freguesias de Vinhais