Quem está Online

Temos 17 visitantes em linha

UNIÃO DE FREGUESIAS - NUNES / OUSILHÃO

FREGUESIA DE OUSILHÃO

Ousilhão é uma freguesia do concelho de Vinhais, do qual dista cerca de 8 quilómetros, a sudeste, no distrito de Bragança.

A freguesia ocupa uma área total de cerca de 1486 hectares e é delimitada pelas freguesias de Vila Boa de Ousilhão, Vila Verde, Nunes e Edrosa. Essa delimitação é feita por marcos ou fiéis, umas pedras de xisto ou granito que dividem as propriedades.

O seu povoamento remonta ao período castrejo como comprovam os achados arqueológicos do Monte do Castro e do castro de Santa Comba.

O planalto no qual se integra é preenchido por lameiros, povoado e serras, dominando nestas os baldios e uma grande extensão de terreno inculto com vegetação rasteira. Nestes realizavam-se as roçadas, no entanto, com o povoamento florestal e a sua passagem para as mãos do Estado, as mesmas deixaram de se efectuar, restando apenas o “moinho do povo” como indício desta organização de tipo comunitário.

Ous-Jan-08-10O povoamento inclui os bairros de Fontão, Cabanelas, Campaço, Ameã, Bairro-de-Baixo e Bairro-de-Cima, os quais se encontram semi-dispersos. Constituem-nos casas de construção típica de xisto e barro, com rés-de-chão e primeiro andar, havendo, para além da habitação propriamente dita, os estábulos, os celeiros e as adegas.

Num universo de 134 residentes, de acordo com o último Censo, o número de recenseados é de 190 pessoas.

O principal sector de actividade é o primeiro no qual se integra a agricultura e a pecuária, num sistema de subsistência, pois só existem pequenos e médios proprietários. A terra é assim considerada um bem económico e social que, para além do alimento, confere estatuto social de prestígio. As terras são adquiridas por compra ou por herança, à semelhança do que acontece com os castanheiros, independentemente dos terrenos nos quais se integram, pelo que não é de estranhar existirem na mesma propriedade vários castanheiros com vários donos, podendo nenhum destes ser o dono das terras de cultivo. A sua identificação faz-se através de um sinal pintado no tronco, dado que são uma das principais fontes de riqueza da região. Deles se aproveita a madeira, para a construção de casas, para o fabrico de móveis, para o fabrico de máscaras e para o aquecimento no Inverno, e a castanha para venda no Outono e para sustento das pessoas e animais.

Os produtos cultivados são a batata, o trigo e o centeio.

No sector secundário não há qualquer referência, havendo apenas um café-mercearia no que diz respeito ao sector terciário. 

No sector da acção social, existe a Casa do Povo, cujo funcionamento se efectua nas instalações da Junta de Freguesia.  

Há uma Escola do Primeiro Ciclo do Ensino Básico com três alunos, tornando-se necessária a deslocação para fora da freguesia para aceder a outros níveis de ensino.

Existe na freguesia uma associação, a Associação Cultural e Recreativa de Ousilhão, que apoia a tradição das máscaras e o projecto de construção de um centro de dia. 

Quanto ao alojamento existe um estabelecimento de turismo rural pronto em Abril, cujo projecto se encontra aprovado e no qual se incluem sete quartos, com casa de banho privativa.  

No que respeita à restauração, há em Ousilhão um café, o qual também funciona como mercearia. 

Na sua visita à freguesia não deixe de apreciar as magníficas paisagens constituídas por choupos e freixos, os quais constituem habitação para as cegonhas, bem como os prados férteis e os lameiros. As casas típicas em xisto e barro têm rés-do-chão e primeiro andar, como já foi referido anteriormente, estábulos, celeiros e adega, sendo os seus interiores escuros e sombrios dada a pouca luz. As lareiras são o centro da casa estando sempre acesas no Inverno, pois para além de iluminarem, favorecem o diálogo, algo a que também não é alheia a proximidade entre as habitações e as ruas estreitas, dado que deste modo se estabelece o contacto próximo entre vizinhos.

A freguesia irá, futuramente, integrar a roda da Terra Fria, em pleno Parque Natural da Serra da Nogueira, estando também aprovado o projecto para a elaboração de um Parque de Merendas.

Nesse património integra-se a Fraga da Vela ou da Ferradura, na qual sobressai um sinal de ferradura, bem nítido, gravado no rochedo e a Fraga do Gato que, segundo a imaginação popular, contém um tesouro. 

Para se dirigir à freguesia, utilize o IP4 que vem de Vila Real e de Mirandela e que faz a ligação a Bragança, seguindo pela estrada nº 103 até Vinhais e depois pelas estradas camarárias. O IP2 é a estrada a utilizar por quem vier do interior e no sentido sul-norte, acedendo depois ao IP4, depois de Macedo de Cavaleiros. A ligação à sede do concelho, Vinhais, faz-se através da EN nº 103, seguindo-se depois pela estrada municipal nº 316 e depois por estradas camarárias até Ousilhão.

(Textos fornecidos pela Junta de Freguesia de Ousilhão)

 


FREGUESIA DE NUNES

 

Nunes, freguesia do concelho de Vinhais, distrito de Bragança, situa-se na margem esquerda do rio Tuela, a sudoeste da sede de concelho, da qual dista cerca de 5 quilómetros. Apresenta como freguesias limítrofes Ousilhão, Vinhais, Edrosa e Vilar dos Peregrinos, sendo composta pelas povoações de Nunes e Romariz.

O seu micro-clima deu origem a culturas como a cereja e o figo que serviram e continuam a servir de fonte de alimentação e de moeda de troca para outros produtos.

nunes1

NunesBrasao

ousilhao

OUSILHÃO - N.º de Habitantes: 194
Área:  1486 ha
Distância a Vinhais: 12 km
NUNES/ROMARIZ
 

Ousilhão-Nunes-Romariz

As Freguesias de Vinhais